Incêndio atinge área do Parque Nacional da Serra dos Órgãos

Incêndio atinge área do Parque Nacional da Serra dos Órgãos

Um incêndio na localidade de Alcobacinha, na área de amortecimento, entre o limite urbano e um dos acessos ao Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso), em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, concentra a ação de dez bombeiros e nove brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Os bombeiros foram acionados às 10h32 e de início foram quatro militares para o local. Como a situação era grave foi preciso reforçar a equipe, que trabalha com o apoio de quatro viaturas dos bombeiros e uma do ICMBio.

“Como tinha risco de atingir algumas casas próximas da parte baixa, a gente acionou mais uma equipe e depois pediu o apoio do ICMBio. A gente dividiu o combate em duas partes. Na parte baixa a gente fez linha fria para evitar que o incêndio chegasse nas casas e na parte alta foi combate direto com abafadores”, disse o comandante do 15º GBM Petrópolis, tenente-coronel Gil Kempers, em entrevista à Agência Brasil.

De acordo com o comandante, ainda não é possível confirmar a causa do fogo, mas hoje (30) foram avistados diversos balões na região. “A gente não tem como afirmar que a causa foi um deles, mas existe grande possibilidade”.

O coronel disse que vai ser difícil a extinção do incêndio ainda hoje e, por isso, os bombeiros vão continuar o trabalho durante a madrugada. Amanhã (31) cedo vai haver uma análise do combate para ver se será preciso continuar com a operação. “Com o cair da noite, a temperatura baixa muito e na área de mata vai bater 6 ou 7 graus. Com um pouco de orvalho alto pode ser que o incêndio apague sozinho. Amanhã cedo, a minha equipe avalia e se achar que o incêndio vai avançar a gente faz um planejamento operacional para o dia, com a quantidade de bombeiros e brigadistas”, disse.

O comandante disse que neste domingo não houve necessidade de acionar o helicóptero, mas conforme as condições desta segunda-feira (31), pode ser necessária a utilização da aeronave.

“Amanhã de manhã, dependendo da avaliação da equipe a gente aciona a aeronave. Hoje foi preciso porque as equipes que estão lá dão conta, mas se o incêndio avançar para uma área em que não consegue combater a gente aciona a aeronave”.

O coronel acrescentou que somente amanhã será possível avaliar a área atingida. “Como a área de vegetação está muito seca, o incêndio alastra muito rápido, então, não tem como eu fazer agora a estimativa de área queimada”.

Outros incêndios

Desde de o fim de julho que a região vem sofrendo com incêndios. O coronel lembrou que os primeiros foram na Reserva Biológica Araras, outro na área do Cobiçado, uma das entradas do Parnaso, e um terceiro no Taquaril, mais um acesso ao parque. “Estávamos com três incêndios grandes simultâneos. Eles foram extintos na sexta-feira [31 de agosto], na terça-feira (3) seguinte começou o incêndio na parte alta do Parnaso e pegou 330 hectares. Foram quatro grandes incêndios em pouco tempo”, observou.

Fonte: Agencia Brasil

Itatiaia FM

× WhatsApp