Nísia Trindade é reconduzida ao cargo de presidente da Fiocruz

Nísia Trindade é reconduzida ao cargo de presidente da Fiocruz

A servidora e atual presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade, foi reconduzida para um novo mandato à frente da instituição pelos próximos quatro anos. A nomeação foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), na tarde desta segunda-feira (11), assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto.

Nísia foi eleita em primeiro lugar na lista tríplice homologada por unanimidade pelo Conselho Deliberativo da Fiocruz e entregue ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em novembro do ano passado. Segundo a fundação, a eleição contou com a participação de 4.400 eleitores (91,6% dos 4.847 servidores aptos a votar). Nísia Trindade obteve 3.784 votos (87% dos votos válidos). 

A Fiocruz é uma instituição nacional de pesquisa e desenvolvimento em ciências biológicas, com sede no Rio de Janeiro, e vinculada ao Ministério da Saúde. Foi fundada em 1900 pelo médico sanitarista Oswaldo Cruz, pioneiro no estudo de epidemias tropicais, e é considerada uma das instituições de ciência e tecnologia em saúde mais importantes da América Latina. 

Atualmente, a Fiocruz trabalha na produção da vacina contra a covid-19 produzida pela farmacêutica Astrazeneca em parceria com a Universidade de Oxford. Por meio de um acordo de transferência de tecnologia, o Complexo Industrial de Bio-Manguinhos, da Fiocruz, que fica na zona norte do Rio de Janeiro, foi preparado para processar os ingredientes farmacêuticos ativos (IFAs) para a produção de mais de 100 milhões de doses do imunizante até o final do primeiro semestre deste ano.

Mais cedo, horas antes da nomeação, Nísia Trindade se reuniu, no Palácio do Planalto, com o ministro Braga Netto, segundo informou, em nota, a própria instituição. Na ocasião, segundo a Fiocruz, Trindade apresentou os resultados de sua gestão, além de perspectivas e propostas para o próximo mandato. Além de Braga Netto, participaram da audiência o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, representando o Ministro Eduardo Pazuello, e outras autoridades federais.

Perfil

Nísia Trindade é a primeira mulher eleita presidente na história da Fiocruz. É doutora em Sociologia e servidora da Fundação desde 1987. Segundo a Fiocruz, Trindade ingressou na instituição como pesquisadora da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), assumindo a direção da unidade de 1999 a 2005. Atuou como integrante do conselho editorial da Editora Fiocruz, do comitê científico e da comissão executiva do 4º Congresso Mundial de Centros de Ciência e da comissão organizadora de eventos integrantes da comemoração do centenário da descoberta da Doença de Chagas. 

De 2011 a 2016, à frente da Vice-Presidência de Ensino, Informação e Comunicação (Vpeic/Fiocruz), tornou-se integrante do Conselho Consultivo do Sistema Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS). Já em 2012, passou a integrar o grupo de trabalho para implementação da Fiocruz Piauí e iniciou o trabalho de negociação para implementar a Rede SciELO Livros.

Nísia também é integrante da Zika Alliance Network desde 2018, um consórcio de pesquisa multinacional e multidisciplinar formado por 54 parceiros internacionais. Recentemente assumiu a copresidência da Rede de Saúde para Todos da Rede de Desenvolvimento de Soluções Sustentáveis, iniciativa das Nações Unidas, e a copresidência do Grupo Diretor de Recuperação Econômica para aconselhar sobre o desenvolvimento de um Roteiro de Pesquisa das Nações Unidas para a Recuperação da Covid-19. Em setembro de 2020, Nísia recebeu o título de professora honoris causa da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Em dezembro do ano passado, foi eleita membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC), na categoria Ciências Sociais.

Fonte: Agencia Brasil

Itatiaia FM

× WhatsApp