Greve afeta funcionamento de três linhas de trem da Grande São Paulo

Greve afeta funcionamento de três linhas de trem da Grande São Paulo

A greve de trabalhadores de três linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) afetou o funcionamento de alguns trechos, nesta terça-feira (24).

A Linha 12 – Safira, que liga a região central da capital paulista, passa pela zona leste e chega aos municípios de Poá e Itaquaquecetuba foi completamente paralisada. A Linha 13 – Jade, que faz a ligação com o Aeroporto Internacional de Guarulhos também deixou de funcionar.

Já a Linha 11 – Coral opera parcialmente. Pelas redes sociais, usuários relataram esperas de uma hora para conseguir pegar o trem. A linha liga a região central à zona leste da Grande São Paulo, passando pelos municípios de Poá, Suzano e Mogi das Cruzes.

O Sindicato dos Ferroviários da Central do Brasil aprovou uma paralisação de 24 horas em resposta a decisão do governo estadual de recorrer contra um aumento concedido por decisão judicial. Segundo o sindicato, o Tribunal Regional do Trabalho havia concedido reajuste salarial de 3,72% em 2020 e 2021, além de aumento de 3,06% para 2022.

Rodízio suspenso

A greve surpreendeu muitos passageiros e deixou os pontos de ônibus lotados, em algumas das estações afetadas. Para tentar reduzir os efeitos da paralisação, a Prefeitura de São Paulo suspendeu o rodízio municipal de veículos. Por volta das 11h da manhã, a cidade registrava 25 quilômetros de lentidão, com maior impacto na zona sul e zona oeste.

A CPTM informou que acionou um “plano de contingência” para tentar atender as pessoas que utilizam o transporte. A empresa também criticou a greve que classificou de “inadmissível”.

“A CPTM apresentou proposta de reajuste de 6% retroativo a março de 2021 pagos a partir de janeiro de 2022. Em relação ao dissídio coletivo de 2020, foi proposto reajuste de 4% a partir de agosto de 2021, retroativo a março de 2020”, diz nota divulgada pela empresa.

Fonte: Agencia Brasil

Itatiaia FM

× WhatsApp